• Decodificação de testes on-line - urina, sangue, geral e bioquímica.
  • O que bactérias e inclusões na análise de urina significam?
  • Como entender a análise da criança?
  • Características da análise por ressonância magnética
  • Testes especiais, ECG e ultra-som
  • Taxas de gravidez e valores de variância.
Explicação de análises

Cisto da tireoide: sintomas e tratamento, causas e sintomas

A glândula tireóide está localizada na superfície frontal do pescoço e é um órgão endócrino que produz hormônios vitais.

Se quaisquer inclusões ou densidades são formadas nos tecidos da tireóide, então elas falam do desenvolvimento do cisto da glândula - mas o que é isso e como tratar o cisto? Vamos ver isso em detalhes.

Conteúdos

Cisto da glândula tireóide - o que é isso?

O cisto da glândula tireóide é a formação de cavidades nodulares no interior da glândula, preenchida com fluido. Eles se assemelham a uma estrutura de um tipo de cápsula, que você pode tatear no exame médico habitual.

Cisto tireoidiano

As formações podem ser únicas ou múltiplas, malignas ou benignas. Isolar o cisto colóide da glândula tireóide (bócio não tóxico) e folicular (adenoma da glândula). O último tipo de cisto é mais freqüentemente encontrado em mulheres jovens e é devido a uma mudança no fundo hormonal.

Dependendo do lugar da localização do processo patológico, distinga:

  • Cisto do lobo esquerdo da glândula tireóide;
  • Cisto do istmo;
  • Cisto do lobo direito da glândula.

O cisto da glândula tireóide é mais freqüentemente atendido, as manifestações clínicas dependerão da localização do processo patológico.

Cisto do lobo direito da glândula tireóide

Quando um cisto é formado no lado direito da glândula, o paciente se queixará dos seguintes sintomas:

  • Dificuldade em engolir, a sensação de um corpo estranho no lado direito;
  • Compressão tecidual na área de neoplasia;
  • Pershing na garganta do lado direito;
  • Ampliação dos linfonodos à direita;
  • Mudança de voz, rouquidão, rouquidão.

Cisto do lobo esquerdo da glândula tireóide

O cisto do lobo esquerdo é caracterizado pelo aparecimento dos seguintes sintomas clínicos:

  • Dores de cabeça;
  • Dor no coração;
  • Ampliação dos gânglios linfáticos do lado esquerdo;
  • A sensação de um nó na garganta, a dificuldade de engolir.

Em casos graves, numerosos cistos e nós são observados em ambos os lóbulos da glândula.

Um pouco sobre as causas da doença

A estrutura do tecido da tiróide é representada por numerosos folículos, preenchidos no interior com um material proteico semelhante a um gel (colóide) de protogéneos. Com qualquer violação da produção desses hormônios, a cavidade do folículo aumenta significativamente, resultando na formação de um cisto.

As causas predisponentes de tal violação são as seguintes:

  • Estresse constante;
  • Sobrecarga física;
  • Intervenções cirúrgicas adiadas;
  • Aumento da produção de hormônios no organismo, desequilíbrio hormonal;
  • Doenças inflamatórias da glândula tireóide;
  • Deficiência de iodo;
  • Envenenar o corpo com produtos químicos, substâncias tóxicas ou alguns medicamentos;
  • Lesões do pescoço na frente, como resultado de que a glândula tireóide está quebrada;
  • Pobre condições ecológicas;
  • Patologias da glândula congênita;
  • Predisposição genética;
  • Proliferação patológica do tecido da tireóide.

Sinais e sintomas do cisto tireoidiano

sintomas do cisto da tiróide

O quadro clínico da doença depende em grande parte do grau de progressão do processo e do tamanho do cisto. Sinais comuns de cistos da glândula tireóide no paciente são:

  1. Dificuldade em engolir ato - o paciente se queixa do sentido da presença de um objeto estranho na garganta, um caroço, uma sensação de que ele engasgou;
  2. Violação da respiração completa - este sintoma é causado por um aumento no órgão, como resultado de que parte da glândula pressiona a laringe e a traqueia;
  3. Modificação de voz - rouquidão, rouquidão;
  4. Selagem e aumento dos gânglios linfáticos.

Além disso, a sintomatologia da doença depende da variedade de cistos. O cisto colóide da glândula tireóide é caracterizado pelo aparecimento de batimentos cardíacos rápidos e dispneia no paciente, em alguns casos, a temperatura do corpo pode subir para 40 graus e frio.

Em situações severas, os cistos ficam inflamados, o que é preocupante com o desenvolvimento de sépsis e outras complicações sérias.

Cisto em mulheres grávidas

Desde que durante a gravidez todos os órgãos e sistemas de uma mulher trabalham em um modo fortalecido, consequentemente, a carga na glândula de tireóide aumenta, inclusive.

O cisto da glândula de tireóide em mulheres em uma situação interessante desenvolve-se em consequência de um impulso hormonal potente ou o velho crescimento progride abaixo da influência do mesmo ajuste hormonal.

Quando palpação da frente do pescoço da mulher, um médico revela focas palpáveis ​​e nódulos da tireóide. Por via de regra, os cistos formaram-se durante a gravidez, depois do parto e o fim do período de lactação dissolvem-se independentemente e não requerem tratamento especial, mas só observações do endocrinologista.

Cisto da glândula tireóide em crianças

A formação do cisto da tireoide em crianças é mais frequentemente observada durante a puberdade e crescimento intensivo. O órgão não tem tempo para se adaptar às mudanças que ocorrem no fundo hormonal, resultando na formação de cistos e selos em seus tecidos.

Além disso, a causa da formação de cistos da glândula tireóide em uma criança pode ser os seguintes fatores:

  • Resfriados freqüentes;
  • Imunidade fraca;
  • Tratamento prolongado com qualquer medicação;
  • Lesões no pescoço;
  • Operações adiadas;
  • Falta de iodo no corpo;
  • Má ecologia;
  • Doenças da mãe, sofridas durante a gravidez;
  • Estresse e aumento da atividade física.

Quando um cisto é detectado, a glândula tireoide da criança é registrada com o endocrinologista e cuidadosamente observada, examinando-a periodicamente de forma abrangente. Em crianças e adolescentes, o risco de degeneração de um processo benigno em um tumor maligno é muito alto.

Os pais da criança devem ser alertados para os seguintes sintomas que ocorrem na criança:

  • Recusa de comer, reclamações sobre dificuldade em engolir;
  • Sudorese intensiva;
  • Letargia, irritabilidade, caprichos;
  • Aumento da temperatura corporal a níveis elevados (acima de 39 graus);
  • Tosse e rouquidão da voz;
  • Aumento dos gânglios linfáticos cervicais.

Se este sintoma ocorrer, a criança deve ser mostrada ao médico o mais rápido possível.

Diagnóstico de cistos

Diagnóstico de cistos

O diagnóstico do cisto da glândula na maioria dos casos não é difícil. Neoplasias de grande tamanho são visíveis visualmente e palpáveis. Cistos de pequeno tamanho são facilmente detectados pelo ultra-som do órgão e exames de sangue ao nível dos hormônios da tireóide.

Para determinar o tipo de cisto e a natureza do processo (benigno ou maligno), realiza-se uma punção da neoplasia, a punção obtida é enviada para exame ao laboratório. Com base nos dados obtidos, o médico indica o tratamento adequado do paciente.

Tratamento do cisto da tireoide

O tamanho do neoplasma, a natureza do início e a gravidade dos sintomas clínicos da patologia dependem em grande parte de como tratar o cisto da glândula tireóide.

Ótima, quando o cisto é detectado em um estágio inicial de seu desenvolvimento, quando o tamanho da lesão não excede 3 cm de diâmetro.

Na ausência de crescimento do cisto e condição estável do paciente, a neoplasia é simplesmente observada no endocrinologista, passa periodicamente nos testes de controle e realiza ultrassonografia.

Com o crescimento do cisto, a glândula pode ser danificada, o que leva ao desenvolvimento de graves conseqüências e complicações para todo o organismo. O tratamento nesse estágio pode ser conservador ou operatório.

Tratamento do cisto da tireoide

Na cavidade dos cistos são introduzidas soluções especiais de agulha fina, causando a queda de suas paredes e posterior cicatrização de tecidos. Depois disso, as preparações de iodo e análogos sintéticos de hormônios da tireóide são prescritos.

Quando o cisto cresce grande ou grande, o paciente é puncionado. Para o procedimento, use uma agulha fina, que bombeou o conteúdo da cavidade do cisto e direcioná-lo para outro exame histológico. Quando cistos de supuração, o paciente é prescrito antibióticos.

As indicações para uma intervenção operatória são:

  • Crescimento progressivo do cisto;
  • A pressão do neoplasma sobre os órgãos adjacentes e vasos sanguíneos, o que leva à interrupção do seu funcionamento;
  • Recaída da doença e formação de novos cistos;
  • Reencarnação no câncer.

A remoção cirúrgica da glândula tireóide afetada é realizada.

Em alguns casos, a cirurgia na glândula é substituída pela coagulação a laser. Este método é minimamente invasivo e não tão traumático quanto a intervenção cavitária. Consiste na remoção do cisto por um feixe de laser sob controle de ultrassom.

Como tratar o cisto dos remédios populares da glândula tireóide?

Receitas populares são ineficazes no cisto progressivo da glândula tireóide, além disso, não recorrer a um médico e o auto-tratamento com ervas pode levar à perda de tempo e à degeneração do tumor em câncer.

A medicina tradicional só pode ser usada junto com a terapia adequada prescrita por um médico, e não em vez disso.

Para ajustar o trabalho da glândula tireóide, os chás das seguintes ervas ajudam:

  • O cinquefoil;
  • Pureza;
  • A seqüência;
  • Urtigas.

Uma colher de grama seca pode ser adicionada a uma garrafa térmica com chá preto, insistir, filtrar e beber várias vezes ao dia.

Consequências

É importante não iniciar o processo patológico e chamar o médico a tempo. O cisto progressivo da glândula tireóide está repleto de consequências negativas:

  • Distúrbio dos órgãos internos como resultado de pressão nas paredes ou grandes vasos sanguíneos e nervos;
  • Reencarnação no câncer;
  • A formação de cistos de abscessos;
  • Sepse;
  • Formação de bócio

Prevenção

A fim de prevenir o desenvolvimento de cistos tireoidianos, deve-se levar um estilo de vida saudável, não tomar medicamentos sem prescrever um médico, tratar doenças inflamatórias a tempo e fazer uma dieta balanceada.

Interessante

As informações são fornecidas para fins de informação e referência, um médico profissional deve prescrever um diagnóstico e prescrever um tratamento. Não se auto-medicar. | | Contate-nos | Publicidade | © 2018 Medic-Attention.com - Saúde On-Line
A cópia de materiais é proibida. Site editorial - info @ medic-attention.com