• Descriptografia de testes on-line - urina, sangue, geral e bioquímica.
  • O que bactérias e urina significam no exame de urina?
  • Como entender a análise da criança?
  • Características da análise de ressonância magnética
  • Testes especiais, ECG e ultra-som
  • Normas durante a gravidez e valores de desvios.
Decodificação de análises

Leucoplaquia cervical: formas, sintomas e tratamento, perguntas

Durante um exame ginecológico, o especialista sempre presta atenção à condição da mucosa do útero e do colo do útero.

Normalmente, é de cor rosada e a presença de lesões de cor e estrutura diferentes é considerada um processo patológico. Considere o que é a leucoplasia do colo do útero, como tratá-lo e por que ele se desenvolve.

O conteúdo

Câncer de leucoplasia, o que é isso?

Leucoplasia cervical

Na terminologia médica, o termo "leucoplasia" refere-se a uma alteração na camada epitelial, que se manifesta externamente por manchas de cor esbranquiçada e difere visualmente da mucosa normal.

Por si só, a leucoplasia do colo do útero não é considerada uma doença, mas é usada para descrever visualmente a aparência da membrana mucosa. Pode ser uma manifestação de várias doenças ginecológicas que requerem exames e estudos adicionais.

Detectar este problema mais frequentemente possível durante um exame de rotina no médico, porque na maioria dos casos não se manifesta.

  • O perigo desse processo é a possibilidade de degeneração em neoplasia maligna, que ocorre em cerca de 20 a 25% dos pacientes com essa patologia.

Existem 3 formas de leucoplasia:

  • Simples (plano) Parece uma placa esbranquiçada que não se eleva acima do nível do epitélio. Se a doença está em seus estágios iniciais, então até mesmo um especialista pode não notar esses focos a princípio;
  • Leucoceratose (verruga). Áreas queratinosas alteradas se elevam acima do nível do epitélio, a superfície do colo do útero se torna áspera. Esta forma não causa problemas de reconhecimento e muitas vezes requer uma biópsia para eliminar a degeneração maligna da mucosa;
  • Erosivo Nesta forma, erosão ou rachaduras que podem sangrar aparecem ao lado de manchas esbranquiçadas típicas.

Causas da leucoplasia

Não há uma única razão comprovada para o desenvolvimento de leucoplasia cervical. Existem dois grupos de fatores que contribuem para o desenvolvimento desta patologia:

Внешние: 1. Externo:

  • Processos inflamatórios (endometrite, etc.);
  • Infecção (papilomavírus, clamídia, micoplasma, etc.);
  • Lesão traumática da mucosa (curetagem diagnóstica, relação sexual difícil, etc.).

Внутренние: 2. Interno:

  • Doenças somáticas concomitantes (diabetes, etc.);
  • Alergia ou dermatite de contato, por exemplo, ao instalar o dispositivo intra-uterino;
  • Predisposição genética;
  • Diminuição da imunidade, etc.

Assim, apenas uma combinação de certos fatores pode levar ao desenvolvimento dessa patologia e, em algumas mulheres, a leucoplasia ocorre sem razão aparente e é descoberta completamente por acidente.

Sintomas de leucoplasia cervical, foto

foto de leucoplasia cervical quando examinada por um ginecologista

foto de leucoplasia cervical quando examinada por um ginecologista

Na maioria das situações, a leucoplasia do colo do útero não apresenta sintomas. Este processo pode ser acompanhado por outros sinais da doença subjacente, que serviu como um fator no aparecimento de focos patológicos.

Assim, no caso de processos infecciosos e inflamatórios, uma mulher será perturbada por:

  1. Dor no abdômen;
  2. Corrimento vaginal desagradável;
  3. Problemas de micção;
  4. Dor durante a relação sexual.
Sintomas de leucoplasia cervical

Leucoplasia Foto 2

Se o dano traumático se tornou a causa dessa patologia, então a descarga sanguinolenta da vagina que não está associada ao ciclo menstrual pode se juntar aos sintomas acima.

É importante! Os sintomas da leucoplaquia podem variar dependendo da forma do processo patológico e da doença subjacente. Além disso, esse processo não pode se manifestar por muitos anos.

Leucoplasia cervical e gravidez

Gravidez com leucoplasia cervical é possível, mas idealmente a mulher é recomendada para se submeter a um exame e ser tratada na fase de planejamento da concepção.

Essa patologia não afetará o feto e a condição da mulher, mas pode começar a progredir, então as gestantes com esse problema estão sob a atenção do ginecologista.

Critérios diagnósticos

O aparecimento de leucoplasia é bastante típico, mas se um médico tiver dúvidas, ele pode recomendar uma biópsia. Isso permite examinar a área da mucosa da mucosa sob o microscópio e verificar o diagnóstico.

Além disso, outros estudos são prescritos, como a ultrassonografia dos órgãos reprodutivos, testes de infecções latentes e ensaios clínicos.

Tratamento de leucoplasia cervical

Tratamento de leucoplasia cervical

Se um paciente tiver sido diagnosticado com leucoplasia, o especialista pode oferecer várias opções de tratamento, dependendo da situação da mulher e da natureza dos focos alterados. Qual tratamento é usado para leucoplasia cervical:

  1. Remoção química de focos de leucoplasia. Os tecidos modificados são afetados por uma solução quimicamente agressiva que atua apenas na área de impacto e não danifica os tecidos saudáveis.
  2. A intervenção cirúrgica é indicada em casos de lesões comuns que não podem ser removidas por outros métodos.
  3. Eletrocoagulação. Um dos tratamentos mais antigos. Tem várias desvantagens:
    • pode danificar tecidos saudáveis ​​próximos;
    • deixa para trás uma cicatriz que cria problemas durante a gravidez subsequente;
    • cura por um longo tempo;
    • se a lesão não for completamente removida, ocorrerão recidivas.
  4. Criocirurgia (cauterização da leucoplasia cervical e nitrogênio líquido). O impacto das baixas temperaturas é praticamente indolor e de baixo impacto. Existe uma chance de recorrência com focos de leucoplasia profundos e difusos.
  5. Tratamento com laser. Um método altamente preciso que funciona de forma eficaz e não deixa cicatrizes ásperas. Relativamente caro, mas permite remover focos alterados de forma rápida e indolor.
  6. Técnica de ondas de rádio. O impacto em leucoplasia focos com ondas de rádio de um certo comprimento, que não afetam o tecido saudável.

Além de remover áreas do epitélio modificado, os médicos prescrevem medicamentos (antibióticos, anti-inflamatórios, etc.) destinados a tratar a doença subjacente que pode ser a causa do problema.

Complicações

O principal perigo desta patologia é sua possibilidade de transformação em câncer do colo do útero. Na terminologia médica, essa condição é chamada de “pré-câncer opcional”, ou seja, uma condição que pode muito provavelmente entrar em câncer.

A este respeito, este problema está sob rigorosa supervisão médica, e os especialistas recomendam a remoção dos focos mucosos alterados.

Prevenção

A causa exata desta patologia é desconhecida, por isso a prevenção é o tratamento oportuno e proteção contra infecções genitais, doenças inflamatórias e outros fatores que podem causar degeneração da mucosa.

Perguntas para o médico

Pergunta: Como tratar a leucoplasia em uma menina nonstop?

Resposta: Para tratamento, escolha os métodos poupadores (laserterapia), que não levam ao desenvolvimento de cicatrizes. Além disso, eles tratam a patologia principal, por exemplo, infecção do trato genital.

P: Preciso de preparação antes de remover a leucoplaquia?

Resposta: Esta intervenção é geralmente realizada no dia 5-6 do ciclo menstrual. Antes da remoção, a abstinência sexual é recomendada por 3-4 dias, descontinuação de medicamentos que afetam a coagulação, exclusão de visitas ao banho, sauna e piscina uma semana antes da intervenção pretendida.

A leucoplasia cervical é um pré-câncer opcional. Esta condição requer supervisão médica e remoção de lesões mucosas.

Interessante

A informação é fornecida para fins de informação e referência, um profissional médico deve diagnosticar e prescrever o tratamento. Não se auto-medicar. | Contato | Anuncie | © 2018 Medic-Attention.com - Saúde On-Line
Copiar materiais é proibido. Site editorial - info @ medic-attention.com