• Decodificação de testes on-line - urina, sangue, geral e bioquímica.
  • O que bactérias e inclusões na análise de urina significam?
  • Como entender a análise da criança?
  • Características da análise por ressonância magnética
  • Testes especiais, ECG e ultra-som
  • Taxas de gravidez e valores de variância.
Explicação de análises

Pneumosclerosis do pulmão: causas, sintomas e métodos de tratamento

Doenças pulmonares e brônquicas prolongadas levam à formação de cicatrizes do tecido conjuntivo. As mesmas mudanças ocorrem quando poeira inalada e substâncias tóxicas, pneumonia congestiva e insuficiência cardíaca.

Isso causa esclerose do tecido pulmonar e o surgimento de várias doenças crônicas.

Conteúdos

Pneumosclerose dos pulmões: o que é isso?

A pneumosclerose dos pulmões é um processo patológico de substituição do tecido normal do pulmão conjuntival.

Neste caso, a função respiratória é interrompida, o tamanho da superfície respiratória diminui. A doença ocorre em qualquer idade, os homens ficam doentes com mais frequência.

Pneumosclerose dos pulmões: o que é isso?

Pneumosclerose do pulmão

A pneumosclerose do pulmão é classificada de acordo com vários sinais.

Em termos de prevalência, existem:

  • Fibrose Nesse caso, o tecido conjuntivo e pulmonar estão presentes simultaneamente.
  • Esclerose. O tecido pulmonar passa para o tecido conjuntivo.
  • Cirrose O estágio mais pesado, a pleura, os vasos são condensados, o processo respiratório é interrompido.

Também compartilhe esta doença dependendo do local da lesão:

  • Pneumosclerose apical - o tecido conjuntivo cresce na parte superior do órgão.
  • Pneumosclerose basal - neste caso, a proliferação tecidual ocorre na parte basal do pulmão.
  • Pneumosclerose basal - o tecido pulmonar é substituído por um conectivo nas partes basais do órgão.

Além disso, existem dois graus de disseminação da doença - focal e difusa .

Se a doença se espalhar para ambos os órgãos, então pode-se dizer que é pneumosclerose difusa dos pulmões. Por via de regra, com esta forma pode ocorrer formações císticas, o tecido pulmonar recebe menos nutrição e os pulmões diminuem no tamanho.

Causas da pneumosclerose pulmonar

Esta doença na maioria dos casos desenvolve-se em consequência de doenças pulmonares ou complicações depois deles.

Os motivos mais comuns são:

  • Infecção, que inflama o tecido pulmonar, tuberculose;
  • Bronquite crônica e inflamação;
  • Longa estadia em instalações com ar poluído, por exemplo, no trabalho;
  • Inflamações causadas por vários alérgenos;
  • Doença pulmonar de Beck ;
  • Lesões dos pulmões;
  • Hereditariedade

Uma causa comum do desenvolvimento desta doença não são processos inflamatórios completamente curados nos pulmões: bronquite, pneumonia.

Sintomas de pneumosclerose pulmonar

Sintomas de pneumosclerose pulmonar

A clínica depende da forma: difusa ou focal. Este último é caracterizado por dispnéia leve e uma condição satisfatória.

Para pneumosclerose difusa, os seguintes sintomas são típicos:

  1. Falta de ar. Na forma difusa, não aparece imediatamente, no estágio inicial ocorre apenas com esforço físico. Quando a doença progride, a dispnéia está presente mesmo em estado de repouso.
  2. Tosse, muito forte, com secreções semelhantes à fleuma com uma mistura de pus.
  3. Fraqueza constante, fadiga, a cabeça pode ser girada.
  4. No peito, dor constante.
  5. A pele fica cor cianótica.
  6. Uma pessoa pode perder peso sem mudar sua dieta.
  7. O tórax gradualmente se deforma, e as falanges dos dedos engrossam nas extremidades e se tornam como baquetas.
  8. Insuficiência pulmonar.

A presença de bronquiectasia é acompanhada por hemoptise e expectoração purulenta. As alterações fibrosas no tecido pulmonar são manifestadas pela respiração rápida e superficial, pelo alto diafragma (devido à diminuição do tamanho do pulmão) e pela deformação da árvore brônquica.

A progressão da doença leva à estagnação nos pulmões e à expansão do coração direito. O desenvolvimento de insuficiência cardíaca se manifesta por aumento do edema e dispnéia.

Se os sintomas não são muito e se expressam borrados, então podemos falar sobre a forma branda da pneumosclerose.

Diagnóstico da doença

Esta doença é diagnosticada com um raio-x. Isso mostra claramente mudanças nos tecidos do órgão. Nos estágios iniciais, as alterações são visíveis apenas em uma área.

Os testes funcionais pulmonares são satisfatórios, mas com pneumosclerose difusa, eles se desviam significativamente da norma e não são passíveis de correção terapêutica.

No tipo obstrutivo (enfisema, bronquite crônica) - a condução aérea é violada, o que leva à hipoxemia (diminuição da saturação do sangue com oxigênio).

Tipo de restrição (redução do pulmão) - leva a uma diminuição na capacidade vital do pulmão, a condutividade é perturbada de forma insignificante.

Pneumologistas para diagnóstico usam exame externo do paciente, broncoscopia, broncografia. Se necessário, marque uma ressonância magnética .

Tratamento da pneumosclerose pulmonar

Tratamento da pneumosclerose pulmonar Doenças são tratadas por um médico pneumologista ou terapeuta. Os métodos de tratamento utilizados dependem do estágio da doença.

O tratamento específico não existe, a terapia visa eliminar a causa que desencadeou o desenvolvimento da doença. Com uma forma leve, a regra principal é a cautela e o apoio do corpo, para excluir a ocorrência de focos inflamatórios.

O tratamento da pneumosclerose difusa inclui os seguintes itens:

  • Recepção de antimicrobianos;
  • Broncodilatadores e medicamentos indicados que tenham uma propriedade expectorante;
  • Os médicos podem drenar os tubos bronquiais;
  • As drogas cardíacas também são usadas para prevenir sintomas de miocardite.

Se não houver insuficiência pulmonar, o especialista pode prescrever procedimentos fisioterapêuticos especiais. Em casos particularmente difíceis, a intervenção cirúrgica pode ser necessária.

Métodos tradicionais de tratamento

Nos casos não abertos, a medicina tradicional é usada. Por via de regra, a maioria deles usa-se para tratar a bronquite. Aqui estão algumas receitas:

  • Na garrafa térmica você precisa preparar 1 colher de sopa de aveia semeando meio litro de água fervente. Saia para a noite, escorra pela manhã e beba em pequenas porções ao longo do dia.
  • Frutos secos bem lavados devem ser lavados durante a noite. Eles precisam ser comidos com o estômago vazio pela manhã. Devido às suas propriedades diuréticas e laxativas, essa ferramenta ajuda a limpar os pulmões da estagnação.
  • Há outra ferramenta maravilhosa - cebola. Uma coisa você precisa cozinhar e esfregar com açúcar. Tome esta mistura você precisa de uma colher de sopa a cada duas horas.

Existem muitas receitas, mas não abusam da automedicação - use métodos folclóricos além do tratamento com drogas, e somente após consulta / indicação de um médico.

Consequências e complicações

complicações da pneumosclerose pulmonar

complicações

Uma pessoa, naturalmente, terá uma pergunta: qual é o risco de pneumosclerose dos pulmões? Se esta doença não for tratada, pode haver insuficiência cardíaca e pulmonar.

Em fases posteriores, a parte inferior do pulmão pode gradualmente tornar-se como uma esponja porosa (o chamado pulmão do favo de mel). Como resultado, há problemas respiratórios e a infecção se desenvolve novamente, o que leva à deterioração da condição humana.

A expectativa de vida na pneumosclerose pulmonar depende do estágio em que a doença é detectada, a oportunidade do tratamento, a conformidade com todas as prescrições de médicos, a prevenção. Se você não administrar a doença, a probabilidade de um desfecho favorável é muito alta.

Todas as doenças pulmonares devem ser tratadas a tempo e completamente curadas. É melhor aplicar isso para especialistas e não se envolver em automedicação.

Se a causa da doença é ar contaminado nas salas de trabalho, pense em mudar as atividades profissionais.

Código ICD 10

Seção (J84) - Outras doenças pulmonares intersticiais

  • (J84.0) Transtornos alveolares e parietal-alveolares;
  • (J84.1) Outras doenças pulmonares intersticiais com menção de fibrose;
  • (J84.8) Outras doenças pulmonares intersticiais especificadas;
  • (J84.9) Doença pulmonar intersticial, não especificada.
Interessante
2016-11-30 14:08:08
Posso engravidar de pneumosclerose?
2017-01-18 18:45:40
Como você pode tratar a pneumosclerose e a bronquite armazenada que medicação você precisa tomar?
Dia dos namorados
2017-01-18 19:59:54
Anônimo, você precisa ver um médico. É importante entender que nenhum médico que se preze (e responsável), na Internet, prescreva um tratamento e não prescreva medicamentos e procedimentos sem ver o paciente vivo. O esquema geral do tratamento da pneumosclerose dá-se em cima.
Lyudmila
2017-02-28 14:16:36
O radiologista depois que um fluorography escreveu - um pneumosclerosis dos departamentos inferiores de pulmões, e o terapeuta contou ou disse que a patologia não está presente. Nenhum tratamento foi prescrito. Isso está correto?
MedKonsultant.com
2017-03-01 12:09:36
Olá Lyudmila. Tudo é simples e não é fácil. A pneumosclerose não é uma doença, mas um estado alterado do tecido pulmonar, com o crescimento de sua base (em qualquer órgão parenquimatoso há uma base (estroma, tecido conjuntivo) na qual um tecido específico se encontra, que distingue os órgãos um do outro.Nos pulmões estão as vesículas respiratórias , no coração - fibras do miocárdio, etc Este tecido conjuntivo com envelhecimento, falta de oxigênio, intoxicação, inflamação pode crescer.As cicatrizes habituais na pele também são o crescimento do tecido conjuntivo.É chamado cirrose, o crescimento do mesmo no fígado e o lugar do miocárdio necrótico após um ataque cardíaco é chamado cardiosclerose pós-infarto, e sua proliferação nos pulmões é a pneumosclerose, isto é, micromículas espalhadas nos pulmões. Isso é por toda a vida, e não é necessário tratar esse diagnóstico patomorfológico. pneumosclerose irá desenvolver insuficiência respiratória, enfisema, tuberculose, uma infecção vai se juntar - vai exigir tratamento, mas novamente - não pneumosclerose, que permanecerá até o final dos dias, mas este processo secundário.
leite
2017-03-09 08:24:20
fez uma tomografia computadorizada dos pulmões deu o disco para as mãos na clínica nós não temos ninguém olhando para o terapeuta o cardiologista não tem um bloco de unidade para olhar para ele e depois dar para minhas mãos bem eu olhei para casa no meu laptop e percebi algo porque sou uma enfermeira na aposentadoria
Elena
2017-03-31 08:43:52
Olá, eu tenho asma branquite crônica e no ano passado eu estava deitado com pneumosclerose.Agora os sintomas se repetem Falta de ar.Uma tosse forte constante.Sombidez e uma condição desmaios.O pneumologista prescreveu um simbicort com uma dose de 160 da manhã e à noite 2 vezes e, como resultado, palpitações cardíacas e apertando as mãos e solteiros 10 mg Se é necessário para mim ainda ir ao terapeuta da inspeção adicional se de inaladores habituais o coração me doer de 26 anos
MedConsultant
2017-04-03 18:20:40
Olá Em sua situação, antes de tudo, você precisa excluir a progressão da pneumosclerose, se você realmente tem o primeiro lugar em dispnéia, fraqueza e tosse, e não ataques de asma brônquica. Em segundo lugar, é necessário verificar se você tem um chamado "coração pulmonar" ou fenômenos de insuficiência ventricular direita crônica. Em primeiro lugar, realizar espirografia e, em seguida, você pode fazer uma tomografia computadorizada dos pulmões, que será a relação perceptível dos alvéolos e tecido fibroso. Além disso, você está em uma combinação de hormônio + antagonista do receptor de leucotrieno. Isso significa que você tem asma grave ou com "experiência". Mas esses mesmos sintomas podem ser simplesmente devido ao fato de que o curso da bronquite crônica se agravou, e uma infecção secundária se uniu. Portanto, ainda é desejável fazer uma análise geral do escarro e conduzir seu estudo bacteriológico. É possível que a indicação de antibióticos seja necessária, se o crescimento patológico for detectado. Talvez essas dicas ajudem a avaliar a reserva funcional do sistema pulmonar, que é mais importante para o prognóstico.
Tatiana
2017-04-12 14:51:23
Em mim revelaram em флюрографии pneumosclerosis focal ср.1 ações à direita. Minha filha deve dar à luz. É perigoso para mim vê-la? Não vou dar à luz a um recém-nascido?
MedConsultant
2017-04-12 15:28:06
Como escrevi acima - isso não é uma doença, mas um estado do pulmão. Portanto, se não houver doenças, não infecte.

As informações são fornecidas para fins de informação e referência, um médico profissional deve prescrever um diagnóstico e prescrever um tratamento. Não se auto-medicar. | | Contate-nos | Publicidade | © 2018 Medic-Attention.com - Saúde On-Line
A cópia de materiais é proibida. Site editorial - info @ medic-attention.com