• Decodificação de testes on-line - urina, sangue, geral e bioquímica.
  • O que bactérias e inclusões na análise de urina significam?
  • Como entender a análise da criança?
  • Características da análise por ressonância magnética
  • Testes especiais, ECG e ultra-som
  • Taxas de gravidez e valores de variância.
Explicação de análises

Sinais de gravidez congelada nos estágios iniciais, diagnóstico e ações

O medo freqüente que persegue as mulheres grávidas nos estágios iniciais da gravidez é que elas têm medo de detectar a morte de um embrião em uma das viagens ao ultrassom. Às vezes, essa ansiedade torna-se tão intrusiva que a gestante está pronta para viver literalmente ao lado da máquina de ultrassom e constantemente ter certeza do desenvolvimento bem-sucedido da criança.

Mas em uma gravidez congelada, há certos sintomas que podem ser notados se você acompanhar de perto a condição geral do seu corpo.

Condicionalmente, esses sintomas podem ser divididos em 2 grupos: o primeiro grupo inclui aqueles que a gestante pode observar sozinha e, ao segundo, aqueles observados com a ajuda de estudos especiais e não visíveis a olho nu.

Conteúdos

Os sintomas de uma gravidez dura no primeiro trimestre

Sintomas de uma gravidez atrofiada

Para determinar que o óvulo fetal foi morto, observando a natureza das secreções do trato genital, estado geral de saúde, toxicosis, bem como o comportamento do gráfico de temperatura basal. Serão apenas sintomas indiretos de uma gravidez morta nos estágios iniciais, mas sua presença será um sinal para consultar um médico e realizar uma pesquisa mais completa.

Alocações

Apesar do fato de que o embrião está morrendo, por um tempo o óvulo fetal está no útero. Se o aborto espontâneo não ocorrer nas primeiras horas, o corpo gradualmente se livrará do feto.

  • Nos primeiros 1-2 dias após o início da regressão no desenvolvimento do feto, as secreções têm uma cor esbranquiçada usual e consistência usual.
  • Nos próximos dias, o embrião começa a se decompor. Esses processos afetam o óvulo fetal, que começa a flocar gradualmente da parede uterina, onde foi implantado mais cedo. Nas secreções, veias avermelhadas podem aparecer.
  • Duas semanas após a morte do embrião, o desprendimento do óvulo fetal é mais óbvio. As alocações tornam-se sangrentas, adquirem uma cor marrom-avermelhada.

Como regra geral, com o aparecimento de sangue, uma mulher recorre ao ginecologista, que diagnostica a gravidez falecida. Mas esse sintoma não significa necessariamente que o embrião parou seu desenvolvimento. Talvez ele esteja vivo e o desapego começou inteiramente por outras razões.

Toxicose

Se a náusea começou nas primeiras semanas de gravidez, então, alterando sua frequência e intensidade, você pode julgar que o embrião não está bem. Toxicose durante a gravidez começa a aparecer após a implantação de um óvulo fertilizado no útero, aumentando assim a concentração do hormônio HCG no sangue causando náuseas e vômitos a aumentar.

  • No primeiro dia após a morte do embrião, a náusea pode se manifestar tão bem quanto a gravidez se desenvolveu.
  • No dia seguinte, o nível de hCG começa a diminuir, por isso, se uma futura mãe vomitar, ela pode se transformar em uma sensação fácil de náusea.
  • Após 4-5 dias, a toxemia desaparece.
  • Outra opção para mudar as manifestações da intoxicação pode ser a interrupção repentina do vômito e da náusea.

Deve ser lembrado que uma diminuição no número de vômitos pode ser um sinal de uma cessação natural da intoxicação devido à dependência do organismo da mãe à presença de gravidez.

Saúde geral

Um óvulo fetal em decomposição que não tenha saído do útero contribuirá eventualmente para uma deterioração da saúde geral. No entanto, este sintoma aparece quando a gravidez falecida está no corpo da mãe por um longo tempo.

  • Fraqueza, tontura e sensação de puxão no baixo-ventre aparecem cerca de 3 semanas após o embrião morrer.
  • Dor aguda no útero e um ligeiro aumento para 37,7 aparece 4 semanas após a morte do embrião.
  • Febre alta e dores de cãibra no útero, acompanhadas por fraqueza geral e perda de consciência, são observadas 5 semanas após a morte do embrião.

O longo achado de um óvulo fetal em decomposição no corpo de uma mulher é repleto de inflamação grave, que pode se desenvolver em sepse. Portanto, você precisa prestar atenção especial a outros sinais de gravidez congelada no início da gravidez, a tempo de raspar a cavidade uterina.

Mudanças no gráfico da BT

Muitas mulheres continuam monitorando a temperatura basal diariamente, mesmo após a gravidez. Esta será outra oportunidade a tempo de notar os primeiros sinais de morte fetal e a temperatura reagirá mais rapidamente que todos os outros sintomas.

  • Dentro de dois dias, a linha BT no gráfico começará a se mover para baixo. Normalmente, o termômetro deve mostrar uma temperatura de pelo menos 37 graus. No entanto, aproximadamente 48 horas após o término da vida do embrião, cairá para 36,9 - 36,8.
  • Após 4 dias, a temperatura cairá para 36,7 graus e durará alguns dias com este valor.
  • Além disso, o processo de decomposição do óvulo fetal entrará em uma fase mais ativa, e o início do processo inflamatório nos órgãos pélvicos irá reagir com um aumento acentuado.

No entanto, em alguns casos, a terminação do desenvolvimento embrionário não afeta a temperatura basal. Então a mulher grávida deve confiar em alguns dos sintomas acima.

Sinais de uma gravidez congelada no primeiro termo (eu trimestre)

Sinais de uma gravidez morta nos estágios iniciais

Sinais de morte fetal são determinados pelo médico, com base nos resultados dos estudos. Normalmente, uma mulher procura ajuda com a dor e o cansaço (ou abundante) secreção de sangue, ou a gravidez falecida é descoberta acidentalmente, durante uma viagem ao ultra-som. Além do estudo de hardware, a gestante terá que fazer um exame de sangue para determinar a concentração de hCG.

Indicadores de ultra-som

  • A palpitação do embrião não é determinada. Na norma no exame de ultra-som é evidente, a partir da 5a semana da gravidez.
  • O ovo fetal não tem um diâmetro de tais dimensões que pressupõe um período de gestação.
  • O tamanho do embrião no ovo fetal não coincide com o período da gravidez.
  • Se o período é de até 4 semanas, então o sinal da morte do óvulo fetal é deformação.
  • O embrião não é visualizado por um período de 6 a 7 semanas.

Indicadores de hCG

  • A concentração de HCG é menor do que o período de gravidez, entregue em ultra-som ou durante o exame ginecológico.
  • Durante vários dias, há uma diminuição persistente do hormônio HCG no sangue.
  • O nível de hCG aumenta, mas é muito fraco e muito atrás da norma, determinado pela duração da gravidez.

Para determinar com precisão a presença de uma gravidez congelada no primeiro trimestre, os sinais encontrados na ultrassonografia e os resultados da hCG são considerados em conjunto.

Sintomas de uma gravidez rígida nos II e III trimestres

Com o aumento do período de gestação, a criança torna-se cada vez mais evidente, portanto, no caso de sua morte no segundo trimestre, os sinais de uma gravidez congelada serão igualmente perceptíveis tanto às 16 semanas quanto às 18 semanas. O mesmo pode ser dito sobre o terceiro trimestre.

Como os sintomas da morte fetal nos dois trimestres têm muito em comum, você pode combiná-los em uma única lista:

  1. Uma cessação repentina dos movimentos por vários dias.
  2. Aparecimento de dores de desenho na região lombar.
  3. Aparecimento de secreção com sangue.
  4. Separação do trato genital do líquido amniótico, com odor desagradável.

Ao contrário do primeiro trimestre, por um longo período de gravidez, o corpo da mulher se livra de uma gravidez pouco desenvolvida de forma independente - em poucos dias.

Fatores que provocam a morte do embrião

Gravidez congelada não é sem causa. Pode ocorrer devido a um mau funcionamento genético, distúrbios hormonais, doenças infecciosas ou devido a problemas auto-imunes. Os médicos identificam dois fatores que levam o embrião a parar de se desenvolver:

  1. Fatores que contribuem para o desenvolvimento de um embrião potencialmente infértil (mutação genética).
  2. Fatores que criam condições desfavoráveis ​​para o desenvolvimento do embrião (distúrbios hormonais, infecções, problemas auto-imunes)

A grande maioria das gestações que morrem em um prazo de até 8 semanas morrem devido ao fator de mutações genéticas. Eles podem ser espontâneos, mas podem ser hereditários.

Qual diagnóstico de gravidez congelada será o mais preciso?

diagnóstico de gravidez congelada

As ações de uma mulher devem depender de como a gravidez não desenvolvida foi estabelecida. Acontece que os médicos cometem erros no diagnóstico, por isso, antes de continuar raspando, é preciso verificar novamente as descobertas dos médicos.

Diagnóstico com exame ginecológico

O tamanho do útero pode não coincidir com o período da gravidez, calculado pelo médico, com base na data do início da menstruação mais recente. Se, ao mesmo tempo, manchas sanguinolentas estiverem saindo do trato genital, o especialista pode concluir que o embrião regrediu em desenvolvimento e o óvulo fetal começou a se decompor.

Acontece frequentemente que o período determinado pelo ginecologista está em desacordo com o período de gravidez real para 2 e, por vezes, durante 3 semanas. A secreção sangrenta pode ir completamente por outras razões, por exemplo, o óvulo fetal começa a esfoliar com o embrião vivo.

Portanto, se a gravidez congelada for diagnosticada apenas com a ajuda de um exame ginecológico, as conclusões do médico devem ser reavaliadas, visitando o estudo de ultra-som.

Diagnóstico com a ajuda de ultra-som

Os sinais de uma gravidez congelada, por exemplo, na 8ª ou 10ª semana, são claramente definidos quando o procedimento de ultra-som é realizado pela primeira vez. Mas se o tempo ainda é curto e não excede 5 semanas, até mesmo o diagnóstico de hardware pode cometer um erro: não visualize o embrião ou note o batimento cardíaco.

Portanto, em um curto prazo na determinação de uma gravidez perdida, o ultra-som não pode ser totalmente confiável. Nesse caso, deve-se chegar em uma semana e fazer uma nova tentativa de revelar a presença da atividade vital do embrião.

Diagnóstico com hCG

Os resultados de um exame de sangue podem não coincidir com a duração esperada da gravidez. Mas se a amostragem de sangue para HCG foi única, então, ao determinar a morte fetal, não é informativa.

Somente a re-entrega da análise, feita alguns dias após a primeira, é capaz de dar uma resposta à questão da viabilidade do óvulo fetal. Ainda mais precisão será se os resultados do hCG se correlacionarem com os resultados do ultra-som.

O que fazer se uma gravidez congelada for detectada?

Se a criança foi desejada, então sua morte em qualquer período da gravidez será uma tragédia para a mãe. Mas desde o aparecimento das suspeitas dos médicos sobre a morte fetal, é preciso aderir a um certo esquema de ação:

  • Você precisa ter certeza de que a gravidez está realmente morta. Para isso, é necessário acompanhar os resultados da análise de hCG em dinâmica.
  • Se o embrião morreu recentemente, então você pode aplicar tratamento expectante - talvez o próprio corpo arrancará o óvulo fetal. Mas você precisa fazer isso somente depois de consultar um médico que avalia cuidadosamente todos os riscos.
  • Se o embrião morreu por muito tempo - o médico prescreverá raspagem do útero, que é realizada em um hospital sob anestesia geral.

Para livrar-se da gravidez congelada é necessário só sob a supervisão de peritos médicos. Em nenhum caso você deve se envolver em automedicação e tentar em casa causar contrações do útero com a ajuda de anuidades.

Primeiro, você pode perder o tempo e decompor o útero no útero, o ovo vai causar sérios danos ao corpo da mulher.

E em segundo lugar, ações ineptas criam o risco de uma saída parcial do embrião do útero. Os restos das membranas ainda podem estar no corpo da mulher, contribuindo para o início do processo inflamatório.

Além disso, a automedicação de uma gravidez congelada pode provocar sangramento grave, pelo qual você terá que ir ao hospital para parar.

Interessante

As informações são fornecidas para fins de informação e referência, um médico profissional deve prescrever um diagnóstico e prescrever um tratamento. Não se auto-medicar. | | Contate-nos | Publicidade | © 2018 Medic-Attention.com - Saúde On-Line
A cópia de materiais é proibida. Site editorial - info @ medic-attention.com