• Descriptografia de testes on-line - urina, sangue, geral e bioquímica.
  • O que bactérias e inclusões na análise de urina significam?
  • Como entender a análise da criança?
  • Recursos da análise de ressonância magnética
  • Testes especiais, ECG e ultra-som
  • Normas durante a gravidez e valores de desvios.
Decodificação de análises

Sintomas de gravidez ectópica nos estágios iniciais, diagnóstico e remoção

Para evitar situações desagradáveis ​​ao planejar uma criança, as mulheres devem estar cientes de patologias imprevisíveis como uma gravidez ectópica.

Este distúrbio é diagnosticado em 15% dos pacientes e, na ausência de atendimento de emergência, tem sérias consequências, incluindo a morte de uma futura mãe.

Conteúdo

Gravidez ectópica: o que é isso?

Gravidez ectópica: o que é isso?

Formas de gravidez ectópica

Esta é uma complicação grave, durante a qual o processo de incorporação do embrião não ocorre dentro do útero, mas fora dele, por exemplo, na cavidade de uma das trompas de falópio.

O mecanismo de desenvolvimento da gravidez convencional está no processo de fertilização do óvulo, que neste momento está nos tecidos da tuba uterina. A partir daí, o zigoto entra no útero, onde há espaço suficiente para o crescimento total do embrião.

A gravidez ectópica é um fenômeno patológico quando o zigoto permanece na tuba uterina, enxertando-se em sua parede.

Além disso, o embrião pode ser empurrado para fora da cavidade do tubo, após o que é anexado a um dos ovários ou à parede do peritônio, continuando seu desenvolvimento.

Dependendo da localização do zigoto, os médicos classificam a gravidez ectópica:

  • no abdominal;
  • no rudimentar (quando o zigoto entra no chifre rudimentar do útero);
  • no ovário;
  • no cano.

5 perigos da gravidez ectópica

Наиболее значительная угроза данного явления заключается в возможном летальном исходе женщины, если не будут вовремя предприняты меры по его устранению. 1) A ameaça mais significativa deste fenômeno é a possível morte de uma mulher se as medidas não forem tomadas a tempo de eliminá-la.

Воспалительные процессы – также одна из опасностей внематочной беременности. 2) Processos inflamatórios também são um dos perigos da gravidez ectópica.

Os focos de inflamação, como regra, ocorrem nos tecidos das trompas de falópio. É por isso que existe uma alta probabilidade de re-desenvolvimento da gravidez ectópica.

Os médicos recomendam planejar a próxima concepção não antes de 1,5 anos após a cirurgia.

Еще одна опасность внематочного развития плодного яйца кроется в развитии бесплодия, то есть в невозможности женщины в дальнейшем забеременеть, выносить и родить ребенка. 3) Outro perigo de desenvolvimento ectópico do óvulo está no desenvolvimento da infertilidade, isto é, na impossibilidade de uma mulher engravidar, ter e dar à luz uma criança.

Às vezes, o óvulo fertilizado é preso profundamente à parede de um órgão interno, por exemplo, ao peritônio, portanto, há necessidade de intervenção cirúrgica séria.

Após a cirurgia, uma gravidez ectópica pode ter complicações na forma de problemas no caminho para uma concepção segura.

Возможны разрывы внутренних органов, вследствие чего может начаться обильное кровотечение. 4) Pode haver uma ruptura dos órgãos internos, como resultado do qual o sangramento abundante pode começar.

Afinal, um embrião que se desenvolve fora do útero está em constante crescimento. Se as paredes do útero são elásticas, então, por exemplo, não há espaço suficiente nos tubos para o desenvolvimento dos zigotos.

После устранения проблемы на тканях маточных труб и вокруг них может иметь место появление спаек – плотных образований, состоящих из соединительной ткани. 5) Após a eliminação do problema nos tecidos das trompas de falópio e em torno deles, o aparecimento de aderências - formações densas consistindo de tecido conjuntivo podem ocorrer.

Com a sua presença, no caso de gestações subsequentes, a gestante pode sentir dor não só no processo de gestação, mas também durante o parto.

Spikes são uma causa comum de infertilidade.

Como determinar a gravidez ectópica?

Como determinar a gravidez ectópica? Se você suspeitar do desenvolvimento de gravidez patológica é recomendado entrar imediatamente em contato com um especialista no campo da ginecologia.

O médico irá prescrever os exames adequados - um exame de sangue para hCG (hormônios produzidos pela membrana fetal), ultra-som abdominal e vaginal.

O procedimento de ultra-som abdominal detecta a gravidez em 6-7 semanas, ultra-sonografia vaginal - em 4-5 semanas. Se o exame de sangue para hCG mostrou a presença de gravidez e o embrião não é visível no útero, pode-se argumentar que o paciente desenvolve uma gravidez patológica.

Importante saber! Embora raro, um especialista ainda pode diagnosticar erroneamente uma gravidez ectópica devido ao fato de que o óvulo fertilizado foi confundido com um coágulo de sangue ou acúmulo de líquido.

Muitas futuras mães, apesar da ausência de sintomas reais e resultados de exames satisfatórios, acreditam que desenvolvem uma gravidez ectópica. Como determinar se isso é assim?

Nesta situação, os médicos aconselham a passar a pesquisa mais confiável - exame laparoscópico. Este procedimento tem vantagens significativas na capacidade de:

  • determinar o estado dos tecidos do útero;
  • avaliar a condição das trompas de falópio;
  • para ver se há coágulos no peritônio, e também para determinar seu volume e quantidade.

O teste mostra uma gravidez ectópica?

Se, por algum motivo, o óvulo fertilizado na trompa de Falópio não tiver avançado no útero, mas permanecer em sua posição original, o teste usual ainda mostrará a presença de gravidez.

Afinal, o mecanismo para determinar a gravidez com um teste envolve a identificação de substâncias que são produzidas pela placenta do óvulo. Por conseguinte, a localização do embrião não pode afetar os resultados de passar no teste.

Algumas mulheres estão convencidas de que o teste não pode fornecer uma garantia de 100%, já que é bastante difícil determinar uma gravidez ectópica com sua ajuda. Isso não é inteiramente verdade.

Claro, às vezes a segunda tira durante o teste pode não ser colorida. Mas isso é observado devido ao fato de que a produção de hCG na gravidez ectópica ocorre mais lentamente do que com o desenvolvimento de uma gravidez normal.

Os primeiros sinais de gravidez ectópica nos estágios iniciais

Os primeiros sinais de gravidez ectópica

Geralmente, a localização inadequada do óvulo no corpo de uma mulher não implica o aparecimento de quaisquer sinais distintos nos estágios iniciais.

No entanto, os médicos apontam fatores que podem confirmar indiretamente que uma mulher tem uma gravidez ectópica.

Os primeiros sinais nos termos iniciais podem aparecer no formulário:

  • dor no baixo ventre;
  • uma diminuição acentuada na concentração de hemoglobina no plasma sanguíneo;
  • aumento e sensibilidade mamária;
  • mal-estar persistente;
  • a toxemia mais forte;
  • sangramento escasso que não está menstruando. Períodos escassos durante a gravidez ectópica - um dos sintomas mais comuns. Embora este fenômeno não possa ser uma confirmação direta da localização incorreta do óvulo;
  • tontura;
  • aumento da temperatura corporal;
  • diminuição da pressão arterial.

6 sintomas de gravidez ectópica

O quadro clínico em 9 pacientes de 10 é um complexo de manifestações inespecíficas.

  1. O aumento no tamanho do útero, que é detectado durante um exame ginecológico.
  2. Dor quando o médico tenta mover as paredes do útero manualmente.
  3. Inchaço insignificante do fórnice posterior.
  4. A presença de formação de tumor na região de um dos apêndices. A consistência da educação é semelhante à consistência da massa.
  5. Excreção de exsudado sanguíneo do trato genital. Tal manifestação nem sempre indica que há uma gravidez ectópica. Os sintomas dependem do tempo e podem ter uma intensidade diferente.
  6. Dor no abdômen. Eles podem ser excessivamente intensos, “derramados” ou “puxados”. A dor pode ser administrada na parte inferior das costas, nos intestinos, sob a escápula.

Quais testes e testes devo fazer?

Se houver suspeita de gravidez ectópica, o médico envia o paciente para exames:

  • exame de sangue para o nível de hCG. Recomenda-se que este estudo tome várias vezes com um intervalo de 3-5 dias. O fato é que, se o embrião for impropriamente implantado, a concentração desse hormônio pode não ser suficiente para confirmar que uma gravidez ectópica ocorre. Testes para HCG necessariamente confirmarão ou negarão o diagnóstico preliminar;
  • Ultrassonografia dos órgãos abdominais, incluindo o útero, trompas de falópio, ovários, apêndices;
  • Ultrassonografia dos órgãos genitais internos (exame vaginal);
  • exame ginecológico na cadeira;
  • método de diagnóstico laparoscópico (se necessário).

Remoção de gravidez ectópica

Remoção de gravidez ectópica

A terapia para implantação inadequada do embrião depende de muitos fatores:

  • se o paciente tem filhos;
  • Ela quer ter filhos no futuro?
  • qual é a gravidade da condição de uma mulher;
  • quanto tempo é a gravidez patológica;
  • qual é a localização exata do embrião;
  • presença de doenças ginecológicas e somáticas concomitantes.

Se houver suspeita de uma localização imprópria do óvulo, recomenda-se que o paciente seja colocado em um hospital, onde ela estará sob a supervisão 24 horas do pessoal médico.

Laparoscopia

Quando um problema é detectado em um estágio inicial, os médicos sugerem métodos mais benignos para consertá-lo. Uma dessas técnicas é a laparoscopia. Seu uso é aconselhável quando o embrião ainda não conseguiu reter seu recipiente.

Na parede abdominal do paciente há duas pequenas incisões. Um tubo elástico é inserido através do primeiro, o final do qual é equipado com uma câmera de vídeo microscópica que transmite uma imagem do campo cirúrgico para o monitor.

Através do segundo, um instrumento é introduzido através do qual a remoção do óvulo é realizada por sucção (o princípio é semelhante ao método de realizar um aborto por vácuo).

A laparoscopia é um procedimento seguro. Os tecidos dos órgãos internos vizinhos não estão expostos a lesões, e também não há probabilidade de desenvolvimento de cicatrizes e aderências no pós-operatório.

Na superfície da pele, apenas restaram pequenos traços de incisões, que logo desaparecem sem deixar vestígios.

Tubotomia

No processo de tal cirurgia, a trompa de Falópio é submetida a uma autópsia. Depois disso, elementos do embrião são removidos de sua cavidade, que são evacuados através de um buraco feito na parede do peritônio.

A tubotomia ajuda a preservar a integridade do tubo, que continuará desempenhando suas funções no futuro.

Tubectomia

Esta operação é mostrada quando, devido à localização inadequada do óvulo nos tecidos da tuba uterina, processos irreversíveis ocorreram, levando ao fato de que este órgão não poderá mais cumprir sua finalidade.

Em geral, será suficiente para realizar e tubotomia, mas isso é repleto de re-desenvolvimento da gravidez ectópica.

Os médicos recomendam uma tubectomia, se a preservação do tubo pode levar a consequências mais graves em comparação com a sua remoção.

Laparotomia

Conduzido se houve uma ruptura da trompa de falópio.

A tarefa dos cirurgiões é eliminar o choque e a perda de sangue, a fim de prevenir o aparecimento de complicações particularmente graves.

Esta é uma cirurgia aberta de emergência, que envolve um período de reabilitação mais longo.

Em conclusão, devemos nos concentrar em outro aspecto importante.

Independentemente do método de terapia, durante 5-6 dias após a eliminação da gravidez ectópica, é necessário fazer uma ecografia, que mostrará a condição de todos os órgãos localizados na pélvis.

E seis meses após a operação, um estudo visando determinar o grau de patência das tubas uterinas foi recomendado.

Interessante

As informações são fornecidas para fins de informação e referência.Um médico profissional deve diagnosticar e prescrever o tratamento. Não se auto-medicar. | Contato | Anuncie | © 2018 Medic-Attention.com - Saúde On-Line
Copiar materiais é proibido. Edição de sites - info @ medic-attention.com