• Descriptografia de testes on-line - urina, sangue, geral e bioquímica.
  • O que bactérias e urina significam no exame de urina?
  • Como entender a análise da criança?
  • Características da análise de ressonância magnética
  • Testes especiais, ECG e ultra-som
  • Normas durante a gravidez e valores de desvios.
Decodificação de análises

Inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço: sintomas e tratamento, causas de inflamação

Linfadenite (inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço) é um sintoma de todo um grupo de processos patológicos e doenças, tanto infecciosas como doenças do sistema linfático. Este sistema, que inclui um grande número de capilares linfáticos, pequenos e grandes vasos, troncos, ductos e nós, é em si um dos mecanismos de defesa do organismo (imunidade). Responsável pela secreção da linfa e seu transporte.

Um papel importante na proteção biológica é realizado por uma rede de linfonodos localizados em diferentes sistemas e órgãos de uma pessoa. A cápsula dos nós é preenchida com um estroma solto (substância), que desempenha o papel de enriquecer a linfa que passa através dela com anticorpos. Filtração de inclusões estrangeiras e células danificadas propensas a degeneração tumoral.

As principais propriedades funcionais dos linfonodos são expressas:

  • o processo de formação de células que suporta o funcionamento normal do sistema imunológico (fagócitos, linfócitos, anticorpos);
  • fornecimento de drenagem ou drenagem dos tecidos e órgãos do fluido extracelular;
  • mantendo seu equilíbrio equilibrado entre sangue e linfa;
  • mantendo a solvência estável dos processos metabólicos.

Os processos inflamatórios podem acometer linfonodos cervicais únicos e acometer toda a rede linfática, localizada no pescoço (frente e atrás, submandibular e occipital, parótida e orelha).

O conteúdo

Causas da inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço, a gênese

Inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço

As causas de inflamação na linfadenite cervical estão associadas à reação da imunidade natural (macrófagos) a quaisquer condições patológicas no corpo.

Estes podem ser:

  1. Infecções no trato respiratório superior ou cavidade oral.
  2. A diminuição global do fator imune devido a infecções de longo prazo, síndrome hematológica, hipotermia, deficiência de vitamina, estresse neuropsiquiátrico persistente e condições de estresse.
  3. O desenvolvimento de processos tumorais no tecido linfóide.
  4. Violações da integridade dos tecidos.

Para desencadear a resposta inflamatória pode:

  • efeito prolongado do álcool;
  • distúrbios em processos metabólicos;
  • insuficiência de secreção de hormônios pela glândula tireóide;
  • patologia do tecido conjuntivo;
  • reações de hipersensibilidade a antígenos.

Sintomas de inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço

Sintomas de inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço

Os sintomas clínicos de inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço são determinados pela afiliação da espécie à patologia.

A forma purulenta da doença é caracterizada por: dores latejantes constantes, nós fixos, soldados aos tecidos avermelhados adjacentes. O desenvolvimento de formação de tumor, limitado por bordas lisas, com uma estrutura heterogênea.

As bordas do tumor podem ser de consistência diferente - densas por um lado e macias por outro. Sua pressão provoca um som claro e nítido. Há um colapso acompanhado por temperatura elevada de piretrina (até 39 ° C - 41 ° C), dores de cabeça e taquicardia.

A forma purulenta da patologia é perigosa devido ao rápido desenvolvimento de reações inflamatórias que podem se espalhar por todo o corpo.

Com uma forma não purulenta da doença, os nós são aumentados, mas móveis, há uma leve compactação. A pressão é refletida pela dor.

A espécie da doença é determinada pela estrutura fluida predominante na área da inflamação.

  1. Forma purulenta - predominância purulenta no fluido linfóide.
  2. Na forma hemorrágica do processo patológico, o sangue predomina no líquido.
  3. O tipo fibroso de linfadenite é caracterizado por um aumento do conteúdo de coágulos de proteína de fibrina no fluido linfóide.
  4. Processo patológico seroso - a formação de fluido de proteína turvo no lugar de desenvolvimento do processo inflamatório.

Os sinais gerais da doença refletem os sintomas da doença subjacente no local do processo. Por exemplo, se a causa é uma infecção, os sintomas principais corresponderão à “doença dela” e a inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço é um dos fatores de diagnóstico. A eliminação da doença subjacente elimina simultaneamente os sinais de inflamação linfática.

Inflamação leve, com uma ligeira inflamação dos nódulos e dor leve ao pressionar e engolir os alimentos, causa infecções de um curso longo e crônico. Uma ruptura pronunciada é observada com exposição prolongada a infecções resfriadas e respiratórias. Tais condições requerem a detecção diagnóstica de focos infecciosos e sua completa reabilitação.

Se o quadro clínico se manifesta por inflamação prolongada dos gânglios linfáticos (mais de seis meses), os nós são dolorosos, com uma estrutura densa e sólida - isso pode indicar um tumor neoplásico. Atraso nos testes de diagnóstico pode ser fatal.

Exame diagnóstico

O diagnóstico da linfadenite dos linfonodos cervicais é baseado no exame visual do paciente, na coleta da história da doença, nos estados da doença anterior (trauma, intervenção cirúrgica, etc.).

De acordo com os resultados das análises gerais revelou o fator causador da doença. Como medidas adicionais especificando o diagnóstico, são atribuídos:

  • Exame ultrassonográfico;
  • Radiografia ou exame tomográfico;
  • amostragem da linfa para biópsia, em caso de suspeita de processo tumoral;
  • em reações inflamatórias crônicas - exame citológico e histológico.

A partir da precisão dos achados diagnósticos depende da preparação de um plano de tratamento eficaz apropriado e da seleção competente de medicamentos contra a inflamação dos linfonodos no pescoço.

Métodos de tratamento

tratamento de linfonodos inflamados no pescoço

Dependendo do curso da doença - aguda ou crônica - um programa de terapia e tratamento dos gânglios linfáticos inflamados no pescoço é prescrito.

A resposta inflamatória não é independente, mas se manifesta como uma síndrome secundária de fatores provocativos. Portanto, as táticas de tratamento não são destinadas a eliminar os sintomas, mas no tratamento de doenças provocadoras.

A eliminação de reações inflamatórias consegue-se pelo método da correção do sistema imune e medicação.

Nomeado:

  • drogas glucocorticoides ("Prednisona", "Deltason" ou "Medrol");
  • drogas imunoestimulantes;
  • multivitaminas e preparações com alto teor de vitamina C;
  • fisioterapia - galvanização, administração de medicamentos por eletroforese, terapia UHF.

Antibióticos, para inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço, são prescritos em processos supurativos para evitar a disseminação da infecção.

Eles são selecionados de acordo com a especificidade de um patógeno específico. Estas podem ser drogas e análogos de Vilprafen, Benzilpenicilina, Azitromicina, Septrina, etc.

Em caso de falha da terapia medicamentosa, os focos de supuração são cirurgicamente abertos. A área afetada é limpa de pus e tecido conjuntivo morto, seguido de drenagem.

Características da inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço de uma criança

A manifestação de reações inflamatórias nos gânglios linfáticos do pescoço em crianças é observada, principalmente entre cinco e sete anos de idade. Isto é devido ao sistema linfático não formado, que não é capaz de fornecer funções de barreira total. Apenas aos 9-10 anos ela é capaz de parar a infecção. A doença em crianças é caracterizada pelo desenvolvimento ativo, acompanhado por:

  • intoxicação;
  • distúrbios do sono e apetite;
  • inchaço grave do pescoço;
  • sintomas de dores de cabeça.

Com a inflamação dos gânglios linfáticos no pescoço, a temperatura em crianças pode subir para 39 ° C. Muitas vezes esta reação pode ser devida à vacinação.

O perigo é que no curso crônico da doença a criança possa se sentir completamente normal, é possível identificar a doença apenas ao sondar os linfonodos.

Esta situação é ameaçada pela negligência da doença, que pode ser complicada pela manifestação do miocárdio - letargia, pele pálida e falta de ar. As crianças estão ficando para trás em peso, cansam-se facilmente e muitas vezes recusam alimentos completamente.

Contribui para o desenvolvimento da doença em crianças: enfraquecimento do sistema imunológico, aumento excessivo de microrganismos patogênicos e dano muito grande dos tecidos linfóides. Somente exame e tratamento oportunos podem melhorar a defesa imunológica.

Reações inflamatórias nos gânglios linfáticos cervicais em adultos e crianças podem se manifestar de várias formas e mais, uma consulta com um otorrinolaringologista, especialista em doenças infecciosas, especialista em TB, pediatra ou oncologista ajudará a resolver a situação.

Interessante

A informação é fornecida para fins de informação e referência, um profissional médico deve diagnosticar e prescrever o tratamento. Não se auto-medicar. | Contato | Anuncie | © 2018 Medic-Attention.com - Saúde On-Line
Copiar materiais é proibido. Site editorial - info @ medic-attention.com